Descrição dos dados


Dados pessoais do paciente


SEXO Sexo do paciente
IDADEIdade do paciente
CORCor da pele: branco, preta, parda, amarelo ou indígena
ANTECEDENTE FAMILIARExistência de familiares com desordens de tireóide, classificados em hipotireoidismo, hipertireoidismo, câncer de tireóide, ou não tem história familiar
ANTECEDENTE RADIAÇÃOExposição do paciente a radiações anteriormente, principalmente na região do pescoço
COMORBIDADESPresença ou associação de duas ou mais doenças no paciente, como hipertensão arterial sistêmica (HAS), diabetes mellitus Tipo 2 (DM2), fibrilação atrial (FA) crônica, vírus da hepatite C (HCV), câncer de mama, doença inflamatória da pele (psoríase), pan-hipopituitarismo, hipotireoidismo, dislipidemia, pré diabetes, osteoporose, obesidade, acromegalia, mieloma múltiplo, glaucoma, anemia, depressão, entre outras
MEDICAÇÕES EM USOMedicamentos que consome atualmente o paciente
TABAGISMODispocisão ao consumo de tabaco (sim ou não)

Dados clínicos do paciente


TSHResultado do exame clínico para medir os níveis do TSH (hormônio estimulante da tireóides) em sangue
T4 LIVRET4 livre (tiroxina livre circulante no sangue). Resultado do exame que determina a quantidade do T4 livre no sangue
ANTI-TPOResultado do exame de sangue para detetar a presença do anticorpo antitireoidiano Anti-TPO. Relacionado com a enzima tireoperoxidase (TPO)
ANTI-TGRsultado do exame de quantificação do anticorpo antitireoglobulina quando o paciente apresenta sintomas de distúrbios da tireóides
CALCITONINARsultado do exame de calcitonina, que é usado principalmente para auxiliar no diagnóstico da hiperplasia de células-C e carcinoma medular de tireóide

Dados sobre os nódulos


NÚMERO DE NÓDULOSQuantidade de nódulos na região das tireóides identificados no paciente
LOCALIZAÇÃOLocalização de cada nódulo
TAMANHOTamanho de cada nódulo, em centímetros
ECOGENICIDADEMedida para descrever o quanto que um tecido, órgão ou líquido deixa passar ou reflete as ondas sonoras do ultrassom (US), comparado com tecidos e órgão próximos
MICROCALCIFICAÇÃOPresença de microcalsificações ou não
HALO COMPLETOObservação ultasonográfica do halo do nódulo. A ausência de halo ou halo incompleto é uma das características ultrasonográficasc que aumentam a probabilidade de câncer em nódulo de tiróide
CONTORNO REGULARTipo de contorno observado na ultrossonografia do nódulo. O contorno irregular pode ser indicador de malignidade
COMPONENTE CÍSTICOIndica a presença de líquido dentro do nódulo ou não
HETEROGÊNEOdescreve o contorno e a superfície do nódulo se é heterogênea ou não
PRESENÇA DE LINFONODOPresença ou ausença de linfonodos
CHAMMASMétodo diagnóstico realizado no estudo ultrassonográfico Doppler, para nódulos na tireóide, de acordo com o padrão de vascularização do nódulo em relação ao seu entorno
BETHESDA Classificação do resultado da biopsia de I (1-4% malignidade) até VI (97-99% malignidade), baseado no risco de malignidade achado na amostra de células extraídas

Dados sobre os nódulos


CIRURGIASe o paciente foi indicado para cirugia
RESULTADO DA CIRURGIAResultado
TEMPERATURATemperatura corporal do paciente na hora do exame termográfico